Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: principal portal de notícias da Bahia enaltece o novo trabalho da Drearylands

Resenha de CD originalmente publicada pelo portal Reidjou

Por Alex Viana

Nota: 08.5/10.0

Fui fazer o meu dever de casa, após receber a cópia física desta tal DREARYLANDS, de Salvador, e me penitenciei muito por ainda não ter nem sequer ouvido falar da banda. Todavia, é justificável esta minha ignorância, devido ao fato dela ter ficado inativa por mais de dez anos, depois de uma breve ascensão nos anos 2000, com a boa repercussão dos seus dois álbuns anteriores.

Pois bem, amigos, este trabalho está recheado de belas composições de Heavy Metal, que procuram não reinventar a roda, até porque o objetivo definitivamente não é este. O trabalho de guitarras é o carro chefe deste EP “No Poetry Lasts”, que pode jogar para as listas de melhores do ano de 2017, a dupla de guitarristas Rafael Syade e Paris Menescal. O trabalho destes caras é de se tirar o chapéu, em todas as sete canções aqui apresentadas! Nada aqui é forçado ou jogado a esmo para o ouvinte, e isso fica muito evidente logo de cara. Percebam os riffs certeiros de “Collateral Damage” e as melodias marcantes de “Incerto Adeus”, que provavelmente é a melhor de todo o trabalho, e entenderão meu ponto de vista.

A composição das letras é outro aspecto positivo, a cargo do vocalista Leonardo Leão, que leva sempre o ouvinte para o lado reflexivo e, muitas vezes crítico/político, como em “Addiction To War”, originalmente lançada no álbum “Heliopolis… or Just Another Dreary Season” (03). Ainda neste contexto, outro fator digno de nota é quando a banda se envereda por nossa língua, para passar sua mensagem. Como já constatado nas ótimas “Em Frente ao Espelho”, “My Sweetest Love” e “The Greatest Show on Earth”, as duas últimas contando apenas com passagens em português, também presentes no trabalho anterior; eles de fato se saem muito bem, e devo imaginar que em suas apresentações, estas são melhor recebidas pelo público.

Enfim, mais uma pérola lançada pela MS Metal Records, que nos prometeu seu novo álbum para muito breve (vamos cobrar!). Enquanto isso, vou continuar ouvindo este EP, pra conhecer mais sobre uma das bandas mais queridas do underground nordestino. Muito bom!