Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
ESDRELON: confira avaliação faixa a faixa do debut álbum do grupo


O site americano Blackened Horde publicou uma avaliação faixa a faixa do debut álbum da banda brasileira ESDRELON, intitulado “Dust in Your Eyes”.

Segue abaixo, na íntegra, a tradução do referido texto:

Agonizing in Faith
Com uma base vertiginosamente difusa eles jogaram para baixo o volume da introdução, e eu estupidamente aumentei o som e fui imediatamente atingido, entre os olhos, com ritmos monumentais e rosnados guturais, o que realmente fez com que meus olhos lacrimejassem, eu posso te dizer! Esta faixa contém uma grande quantidade de oscilações melódicas e licks matadores, mas também alguns belos momentos de guitarra entram em jogo. Os riffs vão crescendo rapidamente até atingir seu pico como se fosse um carro muito caro em uma auto estrada de 0-130 Km em poucos segundos. As mudanças de tempo são inspiradoras, assim como os solos afiados de guitarra com muita velocidade, e as batidas que falam por si só.

Living in Contradiction
Excelente performance vocal de Darcio, que alcance ele tem! Enquanto Cleber destrói a guitarra, a bateria é agredida ferozmente somando-se a base uma cartilagem de ritmos melódicos de tirar o fôlego com sua velocidade e potencia. Esses caras sabem como conduzir com muita melódica e peso ao extremo.

Voice of Exile
Uma simples amostra de uma antiga canção “mexicana” pode ser ouvida (mas sem aumentar o volume). Eu sei o que aconteceu da última vez… E eu estava certo… Um trem expresso começou a varrer os alto-falantes, ele, extrema e perversamente injetaram combustível em ritmos e melodias como se fosse uma torneira aberta bombeando. Tudo é transparente e flui soberbamente bem nesta pista, uma faixa incrível!

Ideology
Um vocal ferozmente demoníaco com alguns grunhidos guturais incríveis em meio aos riffs de guitarra tempestuosos e um baixo soberbamente forte, a bateria realmente bate no estômago, você pode sentir a força dela como se ela atingisse os alto-falantes e pessoa profundamente dentro do seu corpo, oferecendo uma certa sensação bombástica e pesada que naturalmente, é banhada em uma grandeza melódica.

Fucking in the Name of God
Título Interessante! O espancamento definitivamente vem com uma incrível força dramática juntamente com um espancamento gutural que surra seu ouvido, e novamente brutal e estupendamente rápido. A magnitude do som literalmente envolve-se em torno de você e sufoca toda vida lá fora. Essa música tem um sentimento mais progressivo sobre a guitarra e há ainda mais técnica envolvendo o som. Brilhante!

Labor
Labor é direta, os dedos frenéticos de Cleber realmente trabalharam, e a mágica aqui acontece totalmente balanceada, uma formula perfeita de técnica, Death e Thrash que voa mais alto que um Boeing 747. Um excelente uso de melodias que se fundem muito bem a pista, de fato soberbo

We are Sick
Ritmos estrondosos rolam como uma onda gigantesca em um maremoto que vai varre-lo no esquecimento e mata-lo com a ferocidade que ela vem. Essa faixa pode ser qualquer coisa que queira, você não pode discutir com seu poder e suas passagens melódicas que giram em sua cabeça, quem discutiria?

Dust in the Eyes
A faixa título do álbum é impressionante, e ganha vida com blast beat forjado com uma ferocidade doentia, diminuindo rapidamente o ritmo rapidamente para oferecer um sussurro rosnando dos vocais que soam como se Satanás estivesse chamando você para baixo. Cheio de intrigas e intensidade eles mostram claramente sua diversidade, mais uma vez o conteúdo frenético é exibido com uma abordagem metódica, de riffs carregados, pesados e batidas de bateria carregadas de drama. Para ser honesto eu não estou surpreso com “Dust in the Eyes” e como esta banda ataca ferozmente! Então eles põem brevemente em jogo um sentimento Viking, mas logo deixa o ‘soft’ para trás e começam a trazer mais ferocidade à tona. – Isso é ótimo!

Intimate Verses
Ambientes atmosféricos são retratados aqui com um acompanhamento gutural ainda mais gutural – se é que isso é possível! Em meio a uma guitarra arrebatadora, o ritmo e a loucura das peles com batidas que vão forjando adiante uma agressão absoluta. Tente não mover a cabeça para isso – eu te desafio !

Disturbed
Escalas e riffs hipnotizantes emergem a partir das cinzas como um monstro de proporções majestosas, a guitarra literalmente coloca-se em chamas atingindo novos patamares . Novamente a veia melódica do grupo soa soberba, com uma magnífica variedade de esplendor vocal.

Para resumir :
Bem, dizer que este álbum é excelente é ainda um eufemismo – Eu não acho que exista uma palavra para dar totalmente essa banda que lhes é devido . Monumentalmente soberba terá que fazer por agora até que eu possa realmente chegar a uma palavra ou palavras que realmente cumprimentar o ESDRELON ao máximo. Nem uma pista “pra encher linguiça” no álbum inteiro, sem enchimentos, apenas pura, velocidade, batidas Death Metal. Eu só quero saber como eles vão fazer para superar isso.

Blackened Horde.

Em paralelo, a ESDRELON está também negociando com a MS Metal Press para o lançamento do seu segundo álbum no país, com distribuição a ser conduzida pela Voice Music, ambos trabalhos programados para o primeiro semestre de 2015.

Para mais informações sobre as atividades da banda ESDRELON e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail [email protected].

news