Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: confira nova avaliação para o primeiro álbum da banda sulista Vakan

Resenha de CD originalmente publicada pelo site Rumors Magazine

Por Henrique Leitão

Nota: 09.0/10.0

Poucas coisas hoje em dia conseguem me surpreender, principalmente em âmbito musical. Tendo em vista que muita coisa foi criada e explorada, ainda assim, o destino meio que reserva algumas boas surpresas para este redator que vos escreve. Vem do Rio Grande do Sul essa banda VAKAN, com seu disco de estreia “Vagabond”, lançado com muito esmero pelo pessoal da MS Metal Records.

O quarteto faz um Metal de viés moderno, que é até difícil de exemplificar com referências do mesmo nicho. Acredito que tenham algo de Brainstorm, mas nada muito próximo, além de pitadas do Judas Priest da era “Jugulator”. Exato, o Metal aqui é moderno, que pode agradar ao mercado americano em cheio, mas não para por aí.

A produção de “Vagabond” é correta, ou seja, tudo está no seu devido lugar, mas não dá pra dizer que está no nível de congêneres que vêm do exterior. Ainda assim, a personalidade aqui impressa é algo que contagia, principalmente com a atuação do vocalista Matheus Oliveira. Dá pra notar que o cara “dá o sangue” aqui, principalmente em “Russian Roulette”, com aquelas dobrinhas felizes a lá Iron Maiden.

A atual gravadora dos caras, a MS Metal Records, já nos soprou que ações de alto grau serão efetivadas para o impulsionamento da VAKAN, principalmente em outros mercados. Partindo daí, com a estrutura que esses caras têm, além do enorme talento, podemos afirmar categoricamente que o futuro da banda será próspero, e aqui todos torcemos por isso.