Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: confira primeira avaliação do álbum ao vivo da paulista Disnney Hell

Resenha de CD originalmente publicada pelo site Baunilha Rock

Por Rúbia Nogueira

Nota: 08.0/10.0

“Ao Vivo Itapetininga” é o primeiro registro neste formato da paulista DISNNEY HELL, que traz uma apresentação crua, suja e com muito peso dentro da sua proposta linkada ao Death/Grindcore. Obviamente não espere uma produção lapidada, aqui tudo soa bem rústico, o que acaba por ressaltar o comprometimento incondicional da banda em ser underground.

O ponto alto deste material são as três músicas que compõem o seu primeiro EP, “Destruindo Um Mundo De Fantasia”, oficialmente lançado em 2016. São elas: “O Fim Está Próximo”, “Filhos De Maria” e “Paredes Negras”, que encabeçam o set list desta apresentação aqui captada em sua essência, diretamente da mesa de som. Para alguns, a falta de maiores detalhes técnicos pode até incomodar, mas acreditem, dentro do segmento que estes caras fazem parte, tudo se encaixa.

Para 2018 os caras anunciaram o contrato com uma grande gravadora brasileira, afim de lançarem o seu debut álbum e, neste aí, é que poderemos ter a real noção de como a DISNNEY HELL trata as suas composições em estúdio. Estamos aqui na torcida e de olhos e ouvidos bem abertos.