Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: debut álbum da paulista Brightstorm em destaque no portal Whiplash!

Resenha de CD originalmente publicada pelo portal Whiplash!

Por Fábio Pitombeira

Nota: 08.0/10.0

Essa banda definitivamente ganhou meu respeito, simplesmente por não estar nem aí com as tendências de mercado, não abraçando um estilo que esteja momentaneamente na crista da onda. Então, parabéns BRIGHTSTORM por nos entregar um excelente álbum de Gothic Metal, “Through The Gates”, que por muitos momentos flerta com o Symphonic. Vamos aos fatos…

Primeiro ponto digno de ser destacado é a produção certeira de Diógenes Lima (Opus V). O trabalho do cara acentuou toda a aura melodiosa proposta pela banda, deixando tudo aqui bastante cristalino aos ouvidos. As composições bebem da fonte comum, então não espere que estes paulistas reinventem a roda, pois aqui você encontrará algo do Tristania, Xandria, Epica, Macbeth, Theatre of Tragedy e, principalmente, Evanescence. Esta última, diga-se, está mais presente na voz de Naimi Stephanie, que em muito se assemelha à Amy Lee. Mas não se engane, isso não é demérito algum, muito pelo contrário, pois Naimi é excelente e meio que carrega todas as faixas nas costas. As composições realmente giram em torna dela, e o poder interpretativo da garota faz diferença, em especial nas ótimas “Vampire”, “Into My Skin” (a mais Evanescence dentre todas), a belíssima “Let Me Fly” e “Psicostasia”, esta última a que mais gostei.

Mais um acerto da MS Metal Records, que já nos garantiu que está apostando pesado neste pessoal da BRIGHTSTORM. Então, com toda essa estrutura e com o belo resultado deste “Through The Gates”, é de se esperar que o futuro seja muito promissor. Vale a pena cada segundo!