Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: debut álbum do Kosmus tem excelente avaliação do redator Jaime Amorim

Resenha de CD originalmente publicada pelo site MetalVox

Por Jaime Amorim

Após um considerável hiato, enorme e que deixou fulo da vida este redator, eis que me chega uma pacotaço de CDs da MS Metal Records. Variado, afinal esta gravadora e assessoria tem em seu cast bandas e músicos das mais variadas matizes do Metal e do Rock (até o execrável, funesto e ridículo White merdau, arghhhhhhh).

Bem a questão aqui é este projeto musical intrigante, criativo e que foge à minha mente um conceito para definir e facilitar a sua compreensão caro visitante. De tantos CDs a mim enviados foi justamente este com sua capa simples e sem nenhum atrativo visual que me chamou a atenção.

Mas então conceituar a KOSMUS é uma tarefa herculínea, sua sonoridade singular e que definitivamente não é agradável para ouvidos de metalheads mais ortodoxos gravita pelo Prog Metal, Fusion, Jazz, algo de MPB, Post Rock e pasmem: Metal em alguns momentos, isso mesmo, Metal. Além disso temos a inclusão de flautas e saxofone que tem o Guilherme Giglio atuando de forma brilhante. Teclados na medida certa para tecer uma áurea psicodélica a esta mistura heterogênea e neste ínterim parabenizo o tecladista João Carlos Cochlear.

Agora é importante frisar que a KOSMUS é fruto das mentes dos guitarristas Sebastian Viret e Pedro Acker (também no papel de vocalista) e estes gestaram este projeto de forma intensa, através de gravações de várias demos para, somente então, convidar outros músicos para a empreitada.

Os que já foram citados e também os competentes baterista e baixista Ronilson Filho e Daniel Ohnesorge, respectivamente. Time feito, concentração total e uma gestação difícil e longa para, enfim, chegarmos a um “parto” que resultou em um álbum excelente. Deixou-me boquiaberto com tamanha criatividade e musicalidade, vale muito a pena ouvir, contemplar e ter “Kosmus” em seu acervo. Abstraia e saia de sua zona de conforto metalhead, largue o radicalismo e ouça. Música de alto nível e de um prazer enorme de se ouvir.