Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: mais uma avaliação positiva para o debut álbum da Fleshpyre

Resenha de CD originalmente publicada pelo site Portal do Inferno

Por Alexandre Andrade

Nota: 09.5/10.0

Pela capa caprichada, achei que este “Unburying The Horses Of War” se tratava de um álbum de Pagan Metal. Ledo engano! O FLESHPYRE aposta em um Death Metal técnico, que chega a ser virtuoso em alguns momentos, calcado em nomes como Deicide, Hate Eternal, Morbid Angel e Death.

Recebemos primeiramente a versão digital deste material, mas nos foi prometido pela sua atual gravadora, o envio do disco físico. Não tenho problemas em avaliar álbuns digitais, mas ter um disco físico em mãos é uma experiência muito mais prazerosa. Voltando ao disco, a produção é um prato cheio para quem aprecia ouvir todos os detalhes de uma obra. Aqui tudo é muito nítido, mesmo com o peso proveniente de uma afinação mais baixa e momentos de pancadaria desenfreada.

Musicalmente os caras esbanjam técnica, o que remete (e muito) ao Death, mas nada que signifique estarmos diante de uma cópia. O FLESHPYRE segue o seu próprio caminho, reverenciando suas referências, mas nunca se escorando nelas. Ponto pra banda! O material é bem maturado, com um tempo de áudio que não canso o ouvinte e mantém a audição dinâmica. Como destaque, gostei bastante de “The Wanderer”. Acredito que seria interessante vê-la como videoclipe, principalmente por sua climática lúgubre!

A Eternal Hatred Records está de parabéns por ter assinado com esse grupo. Consciente do seu potencial, a FLESHPYRE tem tudo para ser uma das grandes revelações em 2018 da cena underground brasileira.