Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: novo trabalho da Drearylands é avaliado pelo redator Vitor Hugo Franceschini

Resenha de CD originalmente publicada pelo blog Arte Metal

Por Vitor Hugo Franceschini

Nota: 08.0/10.0

Os baianos do DREARYLANDS retornam com este EP, o terceiro de sua carreira, trazendo três regravações e três músicas inéditas, além de uma introdução. A banda, que retornou de mais um hiato em 2015, lançou o EP “Collateral Damage” em 2016, que deu uma prévia do que estava por vir.

Sempre primando por um Power Metal que não se faz de rogado em se mesclar com o Metal Tradicional, a banda mantém essa pegada no novo disco e consegue mostrar que os hiatos não os deixaram foram de tempo. Isto é, sua música mantém as características, porém se adapta aos tempos atuais. O mais interessante na sonoridade da banda é como eles conseguem soar épicos e bem arranjados apenas utilizando-se do básico, isto é: guitarras, baixo e bateria. Essa capacidade resulta numa música pesada, orgânica, com melodia na dose certa e mais fiel ao Metal possível.

Os vocais de Leonardo Leão continuam sendo a assinatura da banda, com timbre rouco que dá mais agressividade à música do DREARYLANDS. “Addiction To War”, “Collateral Damage” e “Lady Light” são os destaques, mas menção honrosa para a emotiva “Incerto Adeus”, que é a única cantada em português e que mostra pela segunda vez que a banda tem essa faceta e vai muito bem. Um disco agradabilíssimo.