Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: primeiro álbum da Fleshpyre continua ganhando espaço na mídia brasileira

Resenha de CD originalmente publicada pelo portal Reidjou

Por Alex Viana

Nota: 08.0/10.0

“Unburying The Horses Of War” é o primeiro trabalho desta excelente banda FLESHPYRE, que combina Death Metal da escola americana, com algo extraído do Progressivo, resultando assim em um trabalho técnico e muito bem composto.

Tive contato primeiramente com a sua versão digital, mas confesso que a experiência melhora muito quando temos o CD físico, com encarte em punho e uma boa taça de vinho. Pois bem, se tem alguém neste planeta que goste de Death Metal e torça o nariz para o que Chuck escreveu com a banda Death, melhor passar longe deste disco, por dois motivos. Primeiro porque você é maluco, segundo porque a FLESHPYRE bebe desta fonte a exaustão!

Ainda assim, não se engane, caro leitor, o FLESHPYRE não se escora no legado do saudoso Schuldiner. Os caras aqui bebem da fonte, mas não usam absolutamente nenhuma das suas influências como muletas. Desta forma, impossível ficar indiferente à técnica apurada do baterista Daniel, que é um show à parte ao usar suas baquetas. Taí um cara que pode ser o novo nome deste nicho no Brasil, ao lado de Aquiles Priester e Amilcar Cristófaro.

Como destaques, gostei bastante de “The Wanderer”, por ser mais diversificada, além da belíssima arte da capa, que condiz de forma direta o que encontramos ao apertar o botão do play. Recomendado.