Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: primeiro álbum da Fleshpyre é avaliado pelo redator Jeferson di Pádua

Resenha de CD originalmente publicada pelo portal Fullrock

Por Jeferson di Pádua

Nota: 08.0/10.0

O álbum “Unburying The Horses Of War” é uma senhora aula de Technical Death Metal, conduzida pela novata FLESHPYRE, que vem de Brasília, repleta de referências ao Death de sua melhor forma.

A produção é competente e todas as oito faixas passam voando, principalmente pela homogeneidade aqui encontrada. Dá, inclusive, pra afirmar que a FLESHPYRE conseguiu um dos objetivos mais difíceis e que muitas bandas procuram uma vida inteira e não encontram: a tal e famigerada assinatura própria. Esses caras, de fato, sabem o que estão fazendo e, embora o legado do senhor Schuldiner exerça influência aqui, o grupo sabe muito bem andar com as próprias pernas.

O baterista Daniel Moscardini é extraordinário, imprimindo boa parte dos andamentos intrincados de faixas como “The Wanderer” e “Unburying The Horses Of War”. Já o vocalista Yuri Sabaoth me remeteu demais ao Glen Benton, o que acaba por ser um diferencial dentro da estrutura musical das canções.

Infelizmente ainda não recebemos o produto físico, o que nos foi garantido pela atual gravadora da banda para dezembro. De qualquer forma, foi uma grande surpresa pra mim, ao final de 2018, passar a conhecer uma das grandes revelações deste segmento aqui do país.