Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: primeiro trabalho do Anita Latina continua recebendo ótimas avaliações no Brasil

Resenha de CD originalmente publicada pelo portal Brasil Metal História

Por Leandro Coppi

Não se deixe levar pelo nome que, convenhamos, não é dos melhores, pois o ANITA LATINA mostra identidade em sua sonoridade – ainda que alguns detalhes nesse homônimo debut devessem ter sido melhor trabalhados para que ficassem compatíveis ao potencial da banda.

Na verdade, foi em apenas dois pontos que o grupo ficou devendo. O primeiro deles, a questão da produção assinada por Caio Ribeiro, que soa um tanto quanto “magra”, e a segunda referente ao vocal de Bruno Gazoni, ‘frontman’ que apesar de possuir a “malandragem” necessária para o estilo da banda, carece de mais ‘punch’ e de não cometer mais os exageros que cometeu em “Desert”, em que abusou das notas altas em algumas frases, tornando cansativa a audição da mesma.

Por outro lado, tanto no baixo quanto no teclado Gazoni desempenhou um bom e eficiente trabalho. Mas a carta na manga do ANITA LATINA encontra-se mesmo no fato de que Gazoni, Tarcísio Barsalini (guitarra) e Matheus Vazquez (bateria) ousam bastante, misturando, com muito groove, Rock Alternativo, Progressivo, Jazz, Fusion e elementos extraídos da música regional brasileira, como fizeram em “Baião”, faixa que dispensa mencionar de onde vieram suas influências. Essa e “Nullius In Verba” são as únicas cantadas em português, sendo que a segunda tem uma estrutura ‘funkeada’ que nos remete ao trabalho da extinta banda paulistana Yo Ho Delic, que no início dos anos 90 agitou o cenário paulistano com seu Funk O’ Metal eletrizante.

Falando em Funk O’ Metal, a melhor música do álbum é “The Day Your Savior Comes”, exatamente por ter essas características e por empolgar de imediato, principalmente com seu refrão, que tem totais referências da Disco Music, ainda mais por causa das linhas de Gazoni no baixo – há também alguns lampejos de Hard Rock nos riffs de Barsalini. Com os devidos ajustes, no próximo álbum o ANITA LATINA poderá se destacar no cenário, já que diferencial para isso tem de sobra.