Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Selos Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com
Resenha: segundo álbum do Bloodwork é avaliado pelo redator Fabio Pitombeira

http://www.msmetalagencybrasil.com/ptbr/wp-content/uploads/2012/03/Bloodwork.jpegResenha de CD originalmente publicada pelo portal Whiplash!

Por Fábio Pitombeira

Nota: 09.0/10.0

O BLOODWORK já tinha chamado a atenção da cena com o seu debut álbum, principalmente por conta das letras que, de tão esporrentas e sujas, se tornaram divertidas ao extremo, mais ou menos o que o Cannibal Corpse compunha no seu início de carreira, na fase Chris Barnes.

Neste “Feed Of The Dead” a porradaria continua a mesma, sendo que a produção ficou muito melhor definida do que a do seu antecessor. Ouvir músicas como “Raped By Pigs”, “Your Dildo Is A Pieace Of Leg” e “Taste My Dick Cheese”, todas soando extremamente bem definidas é de se aplaudir de pé, porque a afinação baixa, se não for bem trabalhada na pós produção, pode vir a transformar tudo em uma maçaroca sonora inaudível.

Partindo dai, o único defeito que continua persistindo nos trabalhos do BLOODWORK é a curta duração dos mesmos. Neste aqui, quando o ouvinte ainda está comprando a ideia do material, após “Chainsaw Masturbation”, o disco acaba de forma abrupta, o que acaba forçando uma segunda audição. Tudo bem, esta afirmativa tem o seu lado bom e o seu ruim, mas que eu preferia mais umas quatro faixas, eu preferia com toda certeza.

“Feed Of The Dead” é um álbum indispensável pra quem curte Death Metal e Grindcore, de nomes como o já citado Cannibal Corpse, Nasum, Repulsion e Cattle Decapitation. Vale a pena conferir…