Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: confira nova avaliação do debut álbum da banda cearense Omminous

https://www.msmetalagencybrasil.com/ptbr/wp-content/uploads/2020/08/omminous-immensity-jpg-1-1-1.jpg

Resenha de CD originalmente publicada pelo site Rumors Magazine

Por Henrique Leitão

Nota: 09.0/10.0

A OMMINOUS é uma banda que vem de Fortaleza, Ceará, e nos apresenta um Power/Prog Metal bem competente neste seu primeiro trabalho, “Immensity”.

Os caras foram muito bem recomendados pela sua atual gravadora, a MS Metal Records, além do renomado guitarrista Kiko Loureiro (Megadeth, ex-Angra), e devo admitir que tudo isso me cercou das melhores expectativas, que felizmente vieram a se confirmar.

A produção da bolachinha é extremamente eficaz, bem como tudo que cerca a obra. Arte gráfica belíssima, composições extremamente dentro do contexto que o segmento aqui exige, e letras bem redigidas e instigantes. Realmente, se você gosta de nomes como Angra, Edguy, Axenstar e Avantasia, certamente estará em casa durante essa audição.

O material contém doze faixas, muito bem distribuídas em quase uma hora de duração. Aqui, todos os envolvidos merecem menção, mas o destaque absoluto fica por conta do vocalista Lenine Matos. Como esse cara canta! Com um belo timbre, que me remeteu imediatamente a Tobias Sammet (Edguy, Avantasia), ele esbanja versatilidade mesclando linhas mais melodiosas com outras mais agressivas.

“Vile Maxim”, “Prisoner Of A Present Time” e “Black Sun” são provavelmente as melhores, mas não se engane. Ouça o disco na sua íntegra, porque ele é fechadinho e repleto de detalhes e minúcias. Muito bom.