Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: EP da Confiteor figurando no site Metal Clube

Resenha de CD originalmente publicada pelo site Metal Clube

Por Reynaldo Trombini

Eles não precisaram de muito tempo no cenário para logo começar a divulgar o primeiro material. Diretamente da Bahia e buscando alcançar os mercados nacional e estrangeiro, os músicos do Confiteor mostram para todo o Brasil o seu primeiro registro oficial, trata-se do EP “More Than Their Lies”.

São apenas quatro canções e pouco menos de 20 minutos de duração, porém o suficiente para mostrar o que corre nas veias dos músicos baianos: simplesmente Heavy Metal! Para iniciar surge a potente ‘More Than Their Lies’, canção com refrão marcante, pedais duplos e alguns solos de guitarra. O grupo formado por Dan Loureiro (baixo e vocal), Victor Mattos (guitarra), Fred Barros (guitarra) e Louis (bateria) seguiu a mesma receita em ‘Unperfect Heart’.

A segunda faixa possui momentos melodiosos com toda atmosfera sempre ligada ao Heavy Metal. Buscando alta dosagem de autenticidade o grupo soa feroz em ‘Poisoned Words’, com riffs grudentos e versos urrados. A canção é uma das mais qualificadas (e pesadas!) do registro e tem tudo para se tornar também um bom destaque para o disco oficial. A dupla de guitarristas Victor Mattos e Fred Barros ainda trouxe solos imperativos ao decorrer da terceira faixa. Para concluir, retorna a canção ‘Unperfect Heart’, agora em formato acústico. A última canção não trouxe grandes novidades e serviu apenas como um aperitivo no EP.

“More Than Their Lies” nada mais é que um primeiro registro de uma banda ainda iniciante no underground nacional. Nem mesmo a discreta produção e a curta duração do material conseguiram tirar o brilho que o Confiteor poderá trazer na seqüência de sua jornada, que ainda abre espaço para muitas evoluções. O primeiro passo já foi dado. O que será que vem pela frente?