Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: mais uma avaliação positiva para o novo álbum dos cariocas do Pagan Throne

Resenha de CD originalmente publicada pelo portal Brasil Metal História

Por Leandro Coppi

A considerar por “Swords Of Blood”, segundo álbum do PAGAN THRONE, não só o Black Metal carioca como o nacional de maneira geral está muito bem representado. O grupo está na ativa desde 2004 – na verdade desde 1998 se levarmos em conta o período em que a banda atendia como Bloodythiirsty -, e de lá para cá lançou o EP “Pagan Throne” (2003) e o ‘debut’ “The Way To The Northern Gates” (2010).

Demorou, mas finalmente temos agora esse novo trabalho que ressalta o Metal Extremo com temáticas vikings e pagãs do PAGAN THRONE. A produção feita pelo baixista Eddie Torres ficou simplesmente primorosa e mostra ao Black Metal que ele não precisa ser forçosamente mal gravado para soar vigoroso. Tudo aqui soa bem timbrado, homogêneo e bastante cristalino, mas sem perder de foco a brutalidade. O trabalho instrumental se equilibra por cima com o vocal rasgado de Rodrigo Garm, que caiu muito bem até nas músicas que flertam com outras referências, como é o caso da ótima “Fallen Heroes” e suas influências claras de Heavy Metal Tradicional, com climas e solos bastante melodiosos. Falando em solos, o guitarrista Raphael Casotto merece menção, pois o cara consegue criar estruturas de muito bom gosto, assim como o tecladista Hage, que não exagera na dose e sabe preencher bem os espaços, engrandecendo as composições, como fez na ótima “Beast Of The Sea”. Músicas como “Rites Of War” (que ganhou videoclipe), a própria “Beast Of The Sea” e a sinfônica “Kingdom Rises”, que ganhou o reforço vocal da convidada Vivi Alves, dão um ar cinematográfico ao material, com suas roupagens épicas que as garantem como os grandes destaques de “Swords Of Blood”.

Mas a pacata instrumental “Dark Temples” e a bela versão acústica para o single “Pagan Heart”, que havia sido lançado em 2013, não ficam atrás. Os fãs do Black Metal nacional já podem comemorar e se orgulhar por terem na praça esse belo lançamento.