Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: novo álbum do Amenize é avaliado pelo redator Leandro Vianna

Resenha de CD originalmente publicada pelo blog A Música Continua a Mesma

Por Leandro Vianna

Nota: 08.0/10.0

O Brasil sempre teve uma tendência forte a pender para o tradicionalismo dentro do Metal. É legal? Sim, certamente, eu particularmente gosto bastante dessa característica de nossas bandas, mas também acho primordial que junto disso, existam bandas que procurem se renovar e buscar sonoridades mais modernas, atuais, afinal, junto disso vêm uma renovação necessária do público.

Natural de São Paulo e surgida em 2010, lançou no mesmo ano seu debut, “When Angels Turn Into Demons” e agora, após um hiato de 5 anos, chega a seu segundo trabalho. Sua aposta é em um Metal moderno, com alguma influência de Metalcore e que vai agradar em cheio a apreciadores de nomes como Atreyu, Sevendust, All That Remains, Killswitch Engage.

Aqui não tem muito espaço para conversa e o ouvinte irá se deparar com uma música curta, grossa e intensa. O AMENIZE consegue mesclar muitíssimo bem peso, agressividade, bom groove e melodias. Os vocais de Bruno Corey vão do gritado ao melódico de forma muito natural e agradável, enquanto as guitarras despejam bons riffs. A parte rítmica mostra muita coesão, com destaque para o baterista Danilo Cruz, que senta a mão sem dó no seu kit. Entre as faixas aqui presentes, todas de muita qualidade, os destaques inegáveis ficam para “Unlocked”, “Rivals”, “Leeches” e “Black Sky”. Mas não a nada que deponha contra as demais!

A produção foi do mestre Adair Daufenbach (Project46, John Wayne, Ponto Nulo No Céu) e bem, não preciso dizer o alto nível da mesma. Intensa, pesada, moderna e cheia de vigor, a música executada pelo AMENIZE vai agradar em cheio aos fãs de sonoridades mais atuais do Metal. E anotem bem esse nome, pois Bruno Corey (Vocal), bRain (Guitarra), Ricardo “The Stranger” (Baixo, anunciado mês passado na banda) e Danilo Cruz (Bateria), ainda vão fazer muito barulho (no melhor sentido da palavra) por ai.