Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: novo álbum do Tropa de Shock é avaliado pelo redator Leandro Vianna

Resenha de CD originalmente publicada pelo blog A Música Continua a Mesma

Por Leandro Vianna

Nota: 08.0/10.0

A mais de duas décadas na cena, o TROPA DE SHOCK já dispensa apresentações para os conhecedores do Metal nacional, afinal, “Inside The Madness” é seu 7º álbum de estúdio. Após um hiato de 4 anos, o grupo paulista retornou com esse que pode e deve ser considerado seu álbum mais maduro e bem trabalhado.

Musicalmente não existe grandes mistérios aqui. O ouvinte vai se deparar com um Heavy Metal tradicionalíssimo, com toques de Melódico aqui e ali, com boa pegada e que vai agradar em cheio os fãs do estilo, já que não abre espaço para modernidades e invencionices. Don mostra a categoria de sempre nos vocais, com ótimo timbre e não soando irritante, enquanto Augusto Abade e Lucas Pelarin formam uma bela dupla de guitarristas, responsáveis por bons riffs, bases e solos. Já Hammer (Baixo) e Marcio Minetto conseguem adicionar boa dose de peso e variedade. Dentre as músicas que compõem o trabalho, destaco “I Broke My Mirrors”, “Call My Name”, “Waiting For Another Way”, “Afraid Of Hell”, “A Silent’s Dark” e “Slayed Anywhere”. O álbum ainda conta com duas faixas bônus, um cover para “I Like Chopin”, do Gazebo, sucesso nos anos 80 e que pelo menos para mim não funcionou e “Freedom Again”, presente no trabalho anterior e que aqui soa superior a versão original.

Se você é desses fãs mais tradicionalistas, “Inside The Madness” é um trabalho altamente recomendável, já que esbanja qualidade em um Heavy Tradicional feito na medida para quem o aprecia. Sem dúvida o melhor trabalho do TROPA DE SHOCK até hoje.