Notice: Use of undefined constant CONCATENATE_SCRIPTS - assumed 'CONCATENATE_SCRIPTS' in /home/msmetalagencybra/www/ptbr/wp-config.php on line 95
Resenha: novo trabalho do Apoteom é evidenciado pelo site O Subsolo || MS METAL AGENCY || Official Website
Notice: Undefined offset: 0 in /home/msmetalagencybra/www/ptbr/wp-content/themes/jduartedesign6/header.php on line 18
Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: novo trabalho do Apoteom é evidenciado pelo site O Subsolo


Resenha de CD originalmente publicada pelo site O Subsolo

Por Jordana Aguiar

Nota: 09.0/10.0

Fundada em 2010, na cidade de Santa Maria (RS), APOTEOM é uma banda de Metal formada por quatro integrantes. No segundo disco da banda, intitulado “Paper God”, encontra-se boa qualidade musical e letras muito interessantes. Prepare-se para curtir 11 faixas e quase 1 hora de som!

Impossível não falar sobre a capa. Se você parar para observar a imagem e relacionar com o nome do disco, já poderá deduzir qual a proposta abordada na maior parte das músicas. A primeira música, chamada “The Power Rises”, dá introdução ao álbum, com um toque leve. Quem conhece um pouco de música tradicional gaúcha, certamente perceberá a influência. Logo em seguida as guitarras atacam, trazendo o aspecto Metal. Já de início se percebe o peso do instrumental. Quando os vocais aparecem em “Power of Game”, podemos perceber que a pegada é mais “limpa”, porém sem perder a agressividade.

Um destaque do disco é a faixa “Collapse”, uma composição que expressa o sentimento de muitos de nós ao vivenciarmos nossas rotinas diárias. A quarta faixa é “Paper God”, aquela que dá nome ao disco. De fato, uma das mais marcantes entre todas as músicas do álbum. No refrão ouve-se “Get on your knees, pray for more, claim for the lord, the paper god”, uma clara menção à nossa relação de dependência e louvor pelo dinheiro, o “Deus de Papel” que comanda nossas vidas. Além da letra, essa faixa vem com um ótimo instrumental e um solo de guitarra bem agradável ao final da música.

“Bring Me Something New”, “Two Wolves” e “Invisible Dictatorship” mantém a mesma qualidade, com som e letras fortes. Você vai se pegar batendo cabeça em alguns momentos, também vai perceber que consegue acompanhar as letras e cantar junto se quiser, pois o vocal é muito claro. Na oitava música nos deparamos com algo muito inusitado. “Rise Again” traz o som calmo e melódico do acordeom, fazendo novamente referência à tradição gaúcha. Pouco depois voltamos ao nosso velho conhecido, Metal.

Essa mistura ficou incrível e é bem inesperada. Siga escutando essa faixa, pois não vai se arrepender com a sonoridade que te espera.

news