Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: novo trabalho do Gueppardo em destaque no blog A Música Continua a Mesma

Resenha de CD originalmente publicada pelo blog A Música Continua a Mesma

Por Leandro Vianna

Nota: 08.0/10.0

O crescimento do Hard Rock no Brasil é algo inegável, vide a quantidade de bons trabalhos lançados nos últimos anos por esses lados. O GUEPPARDO surgiu no ano de 2007 no Rio Grande do Sul, apostando em Hard Rock com saudáveis dose de Heavy Tradicional e “Fronteira Final” é seu primeiro álbum completo (a banda possui um EP, “Instinto Animal”, de 2009).

O Hard n’ Heavy cantado em português praticado pelo grupo gaúcho, remete diretamente aos anos 80 e inevitavelmente vai fazer o ouvinte se lembrar de nomes nacionais como por exemplo, o Salário Mínimo, além de nomes lá de fora, como Scorpions, Ratt, Saxon ou Tygers Of Pan Tang. Ou seja, as referências aqui são as melhores possíveis para os amantes do estilo.

Musicalmente, temos os bons vocais de Joe Zon (que saiu da banda após o álbum), que apesar de cometer um ou outro exagero aqui e ali, se sai bem e possui um timbre bem agradável. Já Perÿ Rodriguez executa um belo trabalho na guitarra e que em muitos momentos vai remeter o prezado ouvinte a bandas da NWOBHM, enquanto a parte rítmica, composta pelo baixista convidado Peter Rodriguez e pelo baterista Felipe Chagas, imprime bom peso as músicas. Outros dois fatores que devem ser destacados são os teclados muito bem encaixados, a cargo do convidado Cristian Cotrena e os ótimos backings.

O clima oitentista se faz presente de cabo a rabo e a maioria dos refrãos são bem grudentos, desses que lá pela segunda ou terceira audição, você já estará cantando junto. Os principais destaques ficam por conta de “Fronteira Final”, “Roleta Russa”, “Fúria e Paixão”, “Planeta Proibido” e “Nada a Perder”. Toda a produção ficou a cargo de Sebastian Carsin e Perÿ Rodriguez e está muito boa, equilibrando bem limpeza e uma dose de sujeira. Já a parte gráfica ficou por conta de Ricardo Janke, responsável também por backings vocals no álbum e que hoje é o atual vocalista do GUEPPARDO.

Enérgico, cheio de vibração e com um clima totalmente oitentista, “Fronteira Final” é altamente indicado aos fãs de Hard n’ Heavy!