Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: novo trabalho do Mr. Ego é avaliado pelo principal portal do Brasil

Resenha de CD originalmente publicada pelo portal Whiplash!

Por Fábio Pitombeira

Nota: 09.0/10.0

Eu não som muito fã de estilos mais voltados pro Modern Metal e afins, ainda assim fiquei perplexo com a qualidade apresentada neste “Se7en”, terceiro trabalho da banda MR. EGO.

Este disco é algo que transita por passagens que lembram (e muito) o Symphony X, aliando-se ai riffs na escola do Pantera. Inusitado isso… Não sei se é porque não acompanho de perto bandas do estilo, mas eu nunca tinha notado em nenhuma outra, uma junção dessas, e que tivesse resultado em um trabalho coeso, sincero e pesado ao extremo. A cozinha aqui é muito segura, o trabalho de cordas também se sobressai, mas o grande destaque vai para o vocalista André Ferrari, que pra quem não conhece, foi um dos cotados para substituir o Eduardo Falaschi no Angra. Não me espantaria se ele tivesse entrado mesmo no Angra, pois como canta esse cara. Tá certo que ele acompanha bem de perto o estilo do Russel Allen, o que ocasiona numa certa falta de personalidade, mas o que ele faz é tão bem feito que você não vai ligar muito pra isso, principalmente depois de algumas audições. Dito isto, os primeiros singles deste CD já dão o seu recado muito bem dado. “1917” e “Black Gold” são duas das melhores do disco, e são as que melhor se adequam ao que descrevi até aqui. Ainda assim, algumas surpresas nos são reveladas, tais como a belíssima balada “Tears Of An Angel” e a progressiva “Silence Of The Lambs”, que de tão complexa e diversificada, foi dividida em três atos.

Não conheço os discos anteriores do MR. EGO, mas vou correr atrás pra conhecer melhor a história deles. Ainda que não seja um estilo que eu abrace, “Se7en” me cativou pelo alto padrão de qualidade, que deve ser desenvolvido com o passar dos anos, nos seus próximos álbuns.