Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: novo trabalho do Pagan Throne em destaque no blog Taberna dos Bardos

Resenha de CD originalmente publicada pelo blog Taberna dos Bardos

Por Eduardo Lörindir

Soem as trombetas, peguem suas armas e partam para a batalha! Morrrrrrttteeeee!!!! Começando pela capa do CD, com a imagem de bárbaros lutando, pode descrever muito bem a porrada que está por vir. A arte foi feita por Marcus Lorenzet e o CD “Swords of Blood” nos brinda com uma introdução fantástica, digna de melhores filmes medievais.

Pesado! É o que podemos dizer deste disco do PAGAN THRONE. “Swords of Blood” é a primeira música do CD que entra no clima da introdução, quebrando tudo e nos fazendo imaginar uma luta de espadas espetacular, com muito sangue e morte por todos os lados! Apesar de notarmos influências de bandas mais tradicionais, os caras não perdem a mão ao arriscarem na mescla de outros ritmos. E o que destaco também no som dos caras é o duelo entre o vocal principal e os backing vocals… sensacional.

“Rites of War” é outra música que destaco, muito pela introdução de peso da guitarra, seguindo por uma batera e baixo mortais! Realmente preparam o ouvinte para os ritos de guerra. Seguira por “Fallen Heroes”, que também introduz mudanças rítmicas interessantes, mas sem perder o peso e a pegada do Black Metal! Destaco também a introdução da música “Best of the Sea”, a qual ouvimos o barulho do mar e uma besta colossal surgindo dele… a música é introduzida com o som de uma gaita escocesa (me perdoem se esse não é o nome correto).

“Warriors fight for the King
Defend pagan aliance
Using the power of sword
Destroy de the demon of the sea”

Refrão que chama os guerreiros para a batalha!!!! Mais uma música com espetacular introdução… estilo ópera, brindemos “Kingdon Rises”. Toques de um Heavy/Power/Symphonic se misturam ao Black Metal… tudo junto misturado para dar a entoação da grande música. Dando uma quebrada no ritmo brutal, e para que os guerreiros enterrem seus mortos, vem a instrumental “Dark Temple”. Com certeza, uma música muito interessante para mostrar a técnica da galera e… para deixar o vocalista descansar um pouco (risos)… brincadeiras à parte, é realmente uma trilha sonora digna de um filme como World of Warcraft, Senhor dos Anéis, e seriados como Spartacus. Sensacional!

Com a tropa descansada, vem a porrada “Path of Shadows”… me lembra alguma coisa do Dimmu Borgir, mas com certeza a banda tenta sim impor seu estilo e faz isso muito bem! Encerrando com maestria o CD fantástico dessa banda carioca, temos a acústica “Pagan Heart” que soa como uma oração de um guerreiro aos deuses, agradecendo por continuar vivo após o massacre e amigos tombados. O álbum segue todo nesta maestria de introdução de ritmos além do Black Metal tradicional, lembrando músicas norueguesas que destacam a voz em suas composições. A banda PAGAN THRONE deverá sim trilhar rumos além de terras tupiniquins, porque tem potencial imenso para isso!

Jogador de RPG como eu, com certeza teremos idéias de fazer deste CD uma trilha sonora para jogarmos Diablo III.