Contato Anuncie Loja Baixar Distribuidoras Empresariamento
Artistas Clipping Assessoria de Imprensa Quem Somos Serviços Agência Home Notícias Joao Duarte J.Duarte Design www.jduartedesign.com Gravadora
Resenha: novo trabalho do Supersonic Brewer avaliado pelo redator Vitor Hugo Franceschini

Resenha de CD originalmente publicada pelo blog Arte Metal

Por Vitor Hugo Franceschini

Nota: 08.5/10.0

Quem conhece sabe que os gaúchos do SUPERSONIC BREWER formam uma das melhores bandas de Souther/Thrash Metal do país. Se duvidar ouça os dois primeiros álbuns da banda – “Broken Bones” (2011) e “Overthrow the Bastard” (2014) – e comprove tal fato.

Agora a banda surge com este novíssimo EP que traz cinco regravações, uma música inédita e um cover. As regravações no caso foram retiradas do já mencionado debut e, com produção de Ernani Savaris – além da própria banda, vemos um gás novo nas músicas. A primeira que impressiona é “Illusion” e sua agressividade assustadora. Pesada e com uma dose leve de ‘groove’, a música empolga de vez o ouvinte. A outra é “Destruction Overtruck” com sua cozinha soberba e uma rifferama sem fim, além de mais brutalidade imposta. As outras composições regravadas – que não deixam por menos – são “Ready For Another Binge”, “Society in Ruins” (com participação de Savaris) e “Blood Washed Hands” (com participação de Savaris e Maurício Tusset). Todas muito bem escolhidas e mostrando a coesão atual do grupo.

A faixa inédita “Embrace Disgrace” traz um traço mais moderno e refrão pegajoso, além de um peso extra nas guitarras e uma melodia interessante. O cover ficou por conta de “The Ocean/Kashimir” do Led Zeppelin em uma versão inusitada com certa dose de particularidade. Mais uma prova de que se trata de uma das melhores bandas em seu gênero por aqui.